Os períodos de ponta podem ser enervantes para os retalhistas, mas não têm de o ser. Este artigo explora a razão por que a rastreabilidade da cadeia de abastecimento e a tecnologia na nuvem são uma combinação vencedora para ajudar a indústria do retalho a lidar com os períodos mais atarefados do ano.

Planear os períodos de ponta pode ser enervante para os retalhistas; os analistas vão fazer previsões, os RH vão contratar funcionários temporários e os gestores de TI vão verificar a tecnologia e os sistemas implementados para garantir que a empresa está tão preparada quanto possível. Fundamentalmente, não há nada de errado com esta abordagem, mas não é tão económica ou eficiente quanto a combinação da ágil rastreabilidade da cadeia de abastecimento com a avançada tecnologia na nuvem.

Voice picking solutions: a must to managing peaks

No entanto, é importante que os retalhistas não se foquem maioritariamente nos períodos mais atarefados. Ao analisar os processos em curso durante o ano, toda a cadeia de abastecimento deve ser suficientemente ágil para reagir automática e eficientemente a um aumento da procura, independentemente de se atingir um pico. Quando são efetuadas tentativas para simplesmente reconstruir soluções, especificamente em torno de potenciais períodos de ponta, os retalhistas arriscam que algo corra mal uma vez que não é provável receberem a mesma resposta dos consumidores de um ano para o outro e não podem garantir que os sistemas funcionem adequadamente.

Flexibilidade e rastreabilidade melhorada

Juntas, a tecnologia na nuvem e a rastreabilidade da cadeia de abastecimento ponta-a-ponta têm o poder para revolucionar as soluções de retalho. Como resultado da adoção mais ampla, é mais simples para os retalhistas terem capacidade adequada no armazém, nas deslocações ou na loja.

Não depender tanto da utilização de um determinado dispositivo, ou vários dispositivos, permite aos retalhistas introduzir uma mistura de soluções, como e quando necessário. No entanto, isto só pode ser conseguido se forem implementados os sistemas certos para permitir total flexibilidade e rastreabilidade em toda a cadeia de abastecimento. Por exemplo, está a surgir uma tendência nas operações da cadeia de abastecimento, do armazém diretamente para a loja, que é o aluguer de dispositivos portáteis. Estes podem ser rapidamente disponibilizados e se um retalhista tiver investido numa solução baseada na nuvem, poderá expandir com dispositivos extra e adicioná-los a um sistema existente, quase instantaneamente. Se renovassem ou implementassem um sistema de gestão de armazém (WMS) completo para absorver períodos de ponta importantes, isto introduziria bens fixos a longo prazo, que não só seriam dispendiosos como também demorariam muito tempo a instalar.

Retailers ready for seasonal peaks with supply chain solutions

No que diz respeito ao planeamento de períodos de ponta, a agilidade é fundamental. Os retalhistas necessitam de ter a flexibilidade de reagir a períodos de ponta e também a períodos mais calmos ao longo do ano. Acima de tudo, isto pode ser efetuado sem uma abordagem de remoção e substituição dos sistemas existentes ou a necessidade de aumentar permanentemente a capacidade do hardware que pode não ser totalmente utilizado durante o resto do ano.

A forma como os retalhistas têm planeado os períodos de ponta não dita necessariamente como pode ser feito no futuro. Se os retalhistas investirem em sistemas expansíveis e ágeis que proporcionam rastreabilidade em tempo real dos principais eventos e aumentam as capacidades da cadeia de abastecimento ligada, poderão reagir de forma competente aos períodos de ponta, como e quando surgirem.

Por Sebastien Sliski, Diretor geral de soluções de cadeia de abastecimento, Zetes.

Juntas, a tecnologia na nuvem e a rastreabilidade de cadeia de abastecimento ponta-a-ponta têm o poder para revolucionar as soluções de retalho.

Descubra mais acerca de ZetesMedea

ZetesMedea