Introdução

Em todas as indústrias – quer seja a produção alimentar ou farmacêutica, o fabrico de alta tecnologia ou a prestação de serviços logísticos ou de cuidados de saúde - a monitorização dos activos é um objectivo central para uma boa gestão da cadeia de abastecimento. Quer os activos a monitorizar sejam pessoas, matérias-primas, produtos em processamento ou acabados, equipamento científico essencial ou contentores de plástico reutilizáveis empregues no transporte e expedição, a gestão dos activos é importante. Permite a qualquer empresa ou fornecedor de serviços públicos alcançar objectivos estratégicos e operacionais através do planeamento de activos centralizado e de maior visibilidade, utilização e controlo que isto acarreta. Neste sentido, as vantagens da monitorização de activos são sinérgicas, na medida em que os ganhos derivados de alcançar o todo são superiores à soma das suas partes.

À hora certa e no lugar certo significa menos custos

A visibilidade melhorada, ou seja, garantir que os activos estão sempre no lugar certo à hora certa, é um efeito da monitorização de activos que, por sua vez, leva a uma redução de custos significativa, incluindo melhor produtividade, custos mais baixos e menos erros. Por exemplo, ao utilizar a tecnologia de Auto ID, todos os activos podem ser efectivamente rastreados e, desta forma, podem obter-se as informações necessárias para melhorar a eficiência ou qualidade dos processos, controlar os níveis dos inventários ou as taxas de reaquisições e reduzir o tamanho das frotas. Por sua vez, o retorno sobre o investimento nos activos pode ser significativamente superior ao inicialmente previsto. Isto é possível graças a uma combinação de factores: menos perdas derivadas de furtos, de tempo de inactividade ou de desperdícios e melhoria da tomada de decisão. Um outro aspecto cada vez mais importante a ter em conta ao optar pela gestão de activos é a prevenção da contrafacção.

Download the white paper